Você conhece os diferentes tipos de aparelhos ortodônticos?

Postado: 26 de July de 2021

Se você deseja usar um aparelho ortodôntico para fins estéticos ou recebeu o diagnóstico de que precisará usá-lo, é chegada a hora de conhecer as diversas opções de tratamentos de que a Ortodontia dispõe nos dias de hoje. Os aparelhos variam em relação a formato, funções e tempo de duração do tratamento, além, é claro, dos diferentes valores a se investir de acordo com a escolha.

A procura por determinados modelos também varia conforme a faixa etária: enquanto crianças e adolescentes tendem a optar por aparelhos convencionais, com suas borrachinhas e elásticos coloridos, muitos adultos aderem aos modelos transparentes, praticamente invisíveis.

Mas, independentemente da sua preferência, é fundamental que o seu tratamento seja realizado por um profissional especializado e de confiança, capaz de transmitir segurança em todas as etapas.

Conheça aqui a importância do tratamento ortodôntico, os diferentes tipos de aparelho existentes e suas funcionalidades.

Qual a importância do tratamento ortodôntico e quando ele é indicado?

O uso de aparelhos nos dentes pode ser indicado em dois casos: para resolver questões estéticas de pessoas que buscam um sorriso perfeito ou para tratar problemas na arcada dentária, relacionados ao alinhamento dos dentes e às mordidas erradas.

No último caso, o uso do aparelho se torna essencial para corrigir disfunções nas articulações da mandíbula, que podem, inclusive, causar outros problemas de saúde, como o surgimento de fortes dores na região da boca e também na cabeça.

Quais são os tipos de aparelhos ortodônticos existentes?

Com os avanços na área da Ortodontia, fatores ligados à estética, comodidade e conforto se destacam no momento de escolher o modelo do aparelho ortodôntico. Os tipos disponíveis no mercado possuem diferentes formatos e funções, e podem ser classificados como: aparelhos fixos, móveis ou removíveis.

Confira aqui as opções de aparelhos ortodônticos e quais as suas diferenças.

1. Aparelhos invisíveis:

Os alinhadores transparentes, também chamados de aparelhos invisíveis, são os modelos mais modernos existentes no mercado e possuem também o custo mais alto. Porém, seus benefícios são imensos.

Eles são produzidos de forma personalizada, por meio do mapeamento 3D da boca do paciente, garantindo planejar todo o tratamento e até mesmo visualizar pelo software o resultado esperado.

A tecnologia permite que a sua espessura também seja programada de forma a gerar uma força mais potente no direcionamento dos dentes, permitindo a sua movimentação, mesmo sem o uso dos braquetes, e em menor tempo do que o aparelho metálico.

Outra vantagem desse modelo é que a troca dos alinhadores é feita pelo próprio paciente, sem que haja a necessidade de ir ao consultório dentário com tanta frequência. Além disso, o aparelho pode ser retirado na hora das refeições e da higienização.

2. Aparelho fixo metálico:

O aparelho fixo metálico, ou simplesmente fixo, é o tipo mais procurado pelos pacientes e é indicado para quase todos os tipos de desalinhamento dos dentes. Seu custo é relativamente inferior quando comparado aos modelos estético e autoligado.

Exatamente por não ser removível, o aparelho é capaz de alcançar resultados mais efetivos, sem a colaboração ativa do paciente. Porém, pelo mesmo motivo, também requer uma atenção maior para a higienização, a fim de evitar cáries e doenças nas gengivas. 

Sua estrutura está atrelada a peças coladas em cada um dos dentes, conhecidas como braquetes de metal, e a um arco maleável semelhante a um arame. É comum que o aparelho fixo metálico tenha cores diferentes, devido a suas borrachinhas, que devem ser trocadas a cada consulta de manutenção pelo dentista. E essa é a razão pela qual o tipo faz tanto sucesso entre as crianças e os adolescentes.

Embora os modelos atuais possuam estrutura mais anatômica e confortável para a boca em comparação aos formatos antigos, ainda assim é possível que o paciente desenvolva machucados na boca e nas mucosas. Já existe, porém, uma cera ortodôntica que se aplica nos braquetes para evitar a fricção e os machucados nas bochechas.

3. Aparelho fixo estético:

Os modelos existentes do aparelho fixo estético são mais discretos do que os do tipo fixo metálico, embora tenham a mesma função de corrigir o alinhamento dos dentes. Conta em sua estrutura com braquetes metálicos quase imperceptíveis, confeccionados com materiais transparentes, o que favorece a boa aparência e a autoestima dos pacientes.

Existem três tipos de modelo: policarbonato, porcelana e safira. Conheça aqui cada um deles:

Modelo de policarbonato:

O aparelho de policarbonato é feito com resina plástica. Possui braquetes maiores em relação aos outros modelos fixos estéticos e conta com borrachinhas brancas, o que o torna mais discreto. Outro ponto positivo é que a canaleta metálica adaptada ao braquete diminui o atrito com o fio ortodôntico, além de não impactar a estética da arcada dentária.

Seu custo é o menor entre os três tipos de aparelho fixo estético, e, por ser de plástico, possui qualidade inferior aos outros modelos fixos estéticos.

Modelo de porcelana:

O aparelho de porcelana possui peças na cor branca e leitosa, requer o uso das borrachinhas e conta com braquetes mais resistentes do que os usados no modelo de policarbonato. Um grande diferencial desse tipo é que a coloração de suas peças não se altera com o passar do tempo.

Modelo de safira:

O aparelho de safira apresenta o maior custo entre os tipos de aparelhos fixos estéticos. Suas peças são produzidas com porcelana monocristalina (monocristais de safira), permitindo que se misturem à coloração dos dentes do paciente, o que o torna praticamente imperceptível. Outra vantagem desse modelo é a facilidade para a higienização dos dentes e do próprio aparelho.

4. Aparelho autoligado:

O aparelho autoligado possui estrutura similar ao modelo de metal fixo e exige praticamente o mesmo tempo de tratamento. Porém, o que os diferencia é o clipe presente nos braquetes para prender o arco de metal, tornando-o mais folgado e confortável, e facilitando a movimentação dos dentes.

Este tipo costuma também ser mais discreto, já que os seus braquetes são bem menores quando comparados aos usados nos modelos mais tradicionais. Dessa forma, as borrachinhas se tornam totalmente dispensáveis. A opção pelo tratamento com o aparelho autoligado requer um investimento maior do que com o aparelho fixo.

5. Aparelho lingual:

O aparelho lingual pode ser considerado um aparelho invisível. Seu grande diferencial é o fato de ele ser colado na parte interna dos dentes, em contato com a língua, possibilitando que ninguém perceba a presença do aparelho.

É fortemente indicado para pessoas que praticam esportes de alto impacto e para os casos simples e de curta duração. No entanto, sua higienização exige cuidados mais complexos.

6. Expansor palatino:

O expansor palatino é recomendado para a correção da mordida do paciente ou quando é necessário aumentar o tamanho do céu da boca (palato). Embora seja comumente indicado para crianças, também é usado em adultos, visando a ampliar o arco dentário e auxiliar no tratamento do bruxismo e das mordidas cruzadas.

7. Aparelho móvel:

O modelo móvel, também conhecido como contenção ou contenção ortodôntica móvel, é utilizado em pacientes que estão na segunda fase do tratamento ortodôntico, para garantir que os dentes não retornem à posição anterior e para que se alcance o resultado esperado. Este tipo de aparelho também costuma ser indicado para crianças com ou sem dentição definitiva, geralmente até os 12 anos de idade.

8. Aparelho extrabucal:

Este é o tipo de aparelho menos discreto de todas as opções apresentadas, porém, bastante indicado para casos específicos. Seu principal benefício é ser o único capaz de exercer uma maior força sobre os ossos da cabeça, estimulando ou impedindo o seu crescimento. Por isso, costuma ser utilizado por crianças entre 5 e 10 anos de idade que precisam desse tipo de tratamento.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre cada tipo de aparelho existente no mercado, converse com o seu dentista! Juntos vocês vão poder decidir qual tipo e tratamento melhor se encaixam no seu perfil.

Publicado por: clinicaodontobarra

34 visualizações

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *